Pesquisar no Blog
Ansiedade Comportamento Para Tutores

Cão territorialista: veja 5 dicas para lidar com seu pet mandão!

Quem manda na sua casa? Se você pensou duas vezes antes de dizer que é você, é possível que tenha um cão territorialista como o verdadeiro chefe da casa. Um pet mandão pode apresentar diversos comportamentos que, ao longo do tempo, trazem problemas para a boa convivência com a família e outros animais.

Se você já passou vergonha com uma visita que, ao tocar a campainha, foi surpreendida por uma verdadeira fera, independente do tamanho, latindo loucamente na porta, tem sim um cão territorialista. Ter que prender o cachorro para que alguém entre na sua casa é um exemplo do problema que este comportamento do peludo pode causar.

cão territorialista
Cão territorialista: o seu pet se acha o dono da casa?

Por que o meu cão é territorialista?

Se você não contratou o pet para ser o segurança da sua casa e ele continua a protegê-la com “unhas e dentes”, você pode fazer algo para melhorar a situação. Primeiro, é preciso entender que a proteção à casa e aos donos é um comportamento natural da espécie, que vem desde os ancestrais dos cães, os lobos.

No entanto, a agressividade com pessoas de fora da casa ou com outros animais deve ser avaliada por um veterinário e evitada com algumas mudanças na rotina do pet. Ao contrário dos cães que são treinados para fazer a segurança pessoal ou de um local, os nossos pets, que dormem na cama e partilham a nossa rotina, não têm esse dever. E é aí que a coisa complica.

Um dos maiores problemas, e que acaba neste tipo de comportamento, é a falta de socialização do pet quando é filhote, deixando o peludo medroso e inseguro diante de algumas situações. Outro motivo pode ser o incentivo do próprio tutor ou de alguém da casa para que o cachorro “proteja” ou alerte para a chegada de estranhos. E ainda, uma causa comum é o “excesso de amor” oferecido a ele que pode deixar o pet mal acostumado por não seguir regras e ter limites.

cão territorialista
O pet territorialista sente-se como o segurança da casa!

Como lidar com um cão territorialista?

Algumas ações podem ser bem úteis para mudar este comportamento. Aqui vão 5 dicas para lidar com cão territorialista.

# 1 – Coloque limites

Você precisa mostrar ao pet quem está no controle. Portanto, impor alguns limites ao cachorro fará muito bem a ele. Para começar, ensine alguns comandos ao pet, como o “não”, por exemplo.

As dicas são da adestradora Gerilyn Bielakiewicz, cofundadora da Canine University e autora do livro Truques e Adestramento de Cães.

  1. Prenda o cão na guia.
  2. Mostre um petisco e segure-o acima do focinho do cão e coloque na frente dele, mas longe do seu alcance.
  3. Com a outra mão erguida e virada para cima, diga “não”. Ele poderá tentar pegar o petisco e não conseguirá.
  4. Repita os passos acima. Quando ele ficar parado, recompense-o com o petisco.
  5. Repita estes passos em vários locais diferente, até que o pet esteja habituado a executá-lo rapidamente.

# 2 – Faça o pet se sentir confortável na presença de outras pessoas:

Cão territorialista
Acostume o seu pet com a presença das pessoas!

Se o pet passar a se sentir confortável com outras pessoas ou animais, o problema poderá acabar. Para isso, associe este momento a algo positivo. Oferte petiscos ou brinquedos na hora que alguém chega, por exemplo.


# 3 – Afaste o pet do portão:

cão territorialista
Talvez seja a hora de afastar o seu pet do portão de casa.

Se o comportamento piorar somente na hora que o pet fica no portão, tente mantê-lo longe do local durante todo o tempo. Não vale somente afastar o pet durante a chegada da visita.


# 4 – Enriqueça o ambiente:

Brinquedos e pequenas mudanças no ambiente do cão podem ajudar. Além de exercitar o pet, ajuda a propor desafios mentais. Existem brinquedos específicos para isso no mercado, mas algumas coisas podem ser improvisadas em casa como: oferecer uma garrafa pet com petiscos dentro para que ele tenha que tirá-los para comer, dar um coco verde para que ele possa destruir e esconder petiscos pelos locais da casa onde o pet pode ir.


# 5 – Promova exercícios:

Gastar energia para os cães é fundamental. Além de fazer muito bem para a sua saúde, o passeio estimula a interação social do pet com outros animais e permite que ele conheça um novo ambiente por meio de cheiros e o uso do faro. Isso é tudo muito estimulante para eles!

Se gostou das dicas, não deixe de ler o nosso post sobre como tratar a ansiedade dos cães!

Leia também: 7 cuidados que você precisa ter com o pet no verão

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário