Pesquisar no Blog
motivos para oferecer a Clorella ao pet
Alimentação Cuidados Dicas Imunidade Para Tutores

6 motivos para oferecer a Clorella ao pet

6 motivos para oferecer a Clorella ao pet

Sabia que alguns superalimentos usados na dieta humana podem também trazer benefícios aos pets? A clorella é um deles. Pensando nisso, listamos 6 motivos para oferecer a clorella ao pet!

Trata-se de uma alga unicelular utilizada como alimento funcional que pode ser oferecido aos cães e gatos. Seu nome científico, Chlorella vulgaris, deriva do grego chloros (verde) e ella (pequena). Esta alga é originária do sul da Ásia e já foi objeto de muitos estudos, dois deles renderam prêmio Nobel para os pesquisadores.

Os seus benefícios são muitos para os cães e gatos. Por isso, acompanhe os motivos para oferecer a clorella ao seu pet que listamos para você:

# 1 – Possui alta concentração de vitaminas e minerais benéficos para o pet

É uma excelente fonte de vitamina A (mais do que na cenoura), C, E, B1, B2, B3, B5, B6, B9 e B12. Já em relação aos minerais, a clorela é rica em fósforo, ferro, manganês, cobre, zinco, magnésio e cálcio.

De acordo com o site Cachorro Verde, em 10g de clorella seca (em pó) encontramos:

21 mg de cálcio (quase o dobro do encontrado no iogurte integral);

13 mg ferro (quase 3x o encontrado no fígado bovino cru);

31mg de magnésio (mais de 3x o teor do espinafre cru);

7,1 mg de Zinco (quase o dobro do encontrado na carne bovina);

89mg de fósforo .

Em relação ao ferro, alguns estudos afirmam que, na clorella, as concentrações deste mineral equivalem às principais fontes convencionais, como as carnes vermelhas e as vísceras.

# 2 – A clorella é rica em clorofila

A clorella possui uma alta concentação de clorofila. Sabe-se que a ingestão de clorofila promove efeitos estimulantes no crescimento de tecidos, atuando como uma substância promotora da multiplicação de fibroblastos, células do tecido conjuntivo responsáveis pelo processo de cicatrização.

Também pode ser utilizada em casos de anemia, hepatite, gastrite e outras inflamações. Segundo estudos, a administração de clorofila para cães e gatos anêmicos estimula a síntese de hemoglobina, melhorando o quadro do pet.

# 3 – Fortalece o sistema imunológico do pet

A clorella promove uma atividade antibacteriana, protege os animais expostos à estresses agudos e fortalece o sistema imune. A utilização da alga, de forma preventiva, foi testada em camundongos que estavam com o sistema imune comprometido. Os resultados encontrados nos estudos indicaram que a clorella é um modificador da resposta biológica, por aumentar as defesas do hospedeiro contra infecções virais e bacterianas.

# 4 – Atua como um detox do organismo

Promove a desintoxicação do organismo de cães e gatos. Diariamente, nossos peludos, assim como nós, estão expostos a uma série de toxinas presente no ar, na água, nos alimentos, medicamentos e etc. A clorella é um importante alimento detox, pois atua “limpando” o organismo (sangue, fígado, rins, intestino) e retirando essas impurezas.

clorella
A clorella é rica em clorofila!

# 5 – Tem ação contra o envelhecimento e câncer

Os ácidos nucleicos RNA e DNA estão presentes na clorella e são responsáveis por proteger as células contra o envelhecimento. A luteína e betacaroteno são antioxidantes responsáveis pela prevenção dos danos ao DNA das células, evitando mutações que podem levar a doenças como o câncer. Além disso, ajuda a inibir a criação de vasos sanguíneos que levam nutrientes aos tumores.

# 6 – É um complemento com rico valor nutricional

Segundo o site Cachorro Verde, em 10g de clorella seca (em pó) encontramos:

– 5,8g de proteína que são muito bem absorvidas pelo organismo;

– 2g de gorduras saudáveis;

– 2,3g de carboidratos (de baixa carga glicêmica) e 0,5g de fibras.

E aí, gostou de conhecer as propriedades da clorella? Se quiser saber mais, não deixe de conhecer nossos produtos que contém este ingrediente!

clorella
A clorella pode ser encontrada em fórmulas em pó, treats ou comprimidos.

Também colocamos abaixo as referências de onde encontramos essas informações:

BECKER, E.W.; VENKATARAMAN, L.V. Biotechnology and Exploration of algae – The India Approach. IGC/AICPA. Mangalore: Sharada, 1981. p.24-79.

DANTAS, D. C. M., QUEIROZ, M. L. S. Effects of Chlorella vulgaris on boné marrow progenitor cells of mice infected wit Listeria monocytogenes. Int. J. Immunopharmacol, v. 21, p.499-508, 1999.

MARTÍNEZ, C. et al. Biodisponibilidad del hierro de los alimentos. Archivos Latino Americanos de Nutrición, v.49, n.2, p.106-113, 1999.

MATSUURA, E. et al. Effect of Chlorella on rats with iron deficient anemia. Kitasato Archives of Experimental Medicine, v.64, n.4, p.193-204, 1991.

PITCHFORD, P. Healing with whole foods: Asian traditions and modern nutrition. 3 ed., p.229-242, 2002.

QUEIROZ, M. L. S., RODRIGUES, A. P., BINCOLETTO, C., FIGUEIREDO, C. A. V., MALACRIDA, S. Protective effects of Chlorella vulgaris in lead-exposed mice infected with Listeria monocytogenes. Intenational Immunopharmacol, v.3, p.889-900, 2003.

TANAKA, K. et al. Oral administration of a unicellular green algae, Chlorella vulgaris, prevents stress-induced ulcer. Planta Medica, v.63, n.5, p.465-466, 1997.

Veja também: 4 sinais de que você tem um cão idoso e que precisa de cuidados

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário