Pesquisar no Blog
Ansiedade Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores

Como lidar com cães ligados no 220? Se você tem um cachorro agitado, veja:

Como lidar com cães ligados no 220? Se você tem um cachorro agitado, veja:

Quem nunca teve um cachorro “ligado no 220” não sabe o que é desespero. Apesar de ser um comportamento natural de alguns peludos, a agitação, quando excessiva, pode fazer mal para o pet e para toda a família! Portanto, vamos entender melhor os motivos que levam seu pet a se tornar um cachorro agitado.

Como lidar com cães ligados no 220?

Alguns comportamentos são típicos de cães muito agitados:

  • Correr e pular o tempo todo;
  • Latir em excesso e para qualquer coisa;
  • Morder o próprio rabo (quando não há nenhum problema de pele ou pulgas);
  • Lamber as patas em excesso (quando não há nenhum problema de pele);
  • Apresentar comportamentos destrutivos; entre outros.

Se o seu pet costuma ter muito destes comportamentos será que não é hora de virar o jogo?

cachorro agitado
Cachorro agitado? Vamos entender o comportamento do seu amigão!

Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS)

Os cachorros agitados e ativos que acostumam, desde cedo, seguir o tutor por todo lado, podem ter dificuldade de ficar mais “zen” quando estão sozinhos em casa. Isso, aliado à falta de estímulos e atividades diárias (passeios, exercícios e brincadeiras) pode fazer o seu melhor amigo desenvolver uma série de comportamentos que nenhum dono sabe bem como lidar.

Faça o teste para saber se o seu pet sofre de SAS!

Por muitas vezes entendido como um mau comportamento, este transtorno causado pela ansiedade de separação em cães pode ser resolvido – mas não com broncas e punições. Em vez de acabar com o problema, você pode acabar estimulando o pet a desenvolver outros transtornos.

Como ajudar o pet agitado?

Para deixar o seu cão mais calmo, aqui vão algumas dicas!

1 – Faça passeios diários. É importante sempre levar o pet para passear antes de sair e quando chegar em casa. Caminhadas de 30 minutos ajudam o cão a ficar mais relaxado, cansado e feliz.

2 – Ofereça diversão em casa. Enriquecer o ambiente que o cão passará o dia todo é muito importante. Esconda petiscos para que ele possa procurar, coloque petiscos em garrafas pets para que ele tenha o desafio de tirar, deixe os brinquedos que ele mais gosta à disposição.

3 – Acompanhe o cão com o veterinário. É fundamental que você conte com a ajuda de um veterinário para avaliar a evolução do peludo. Para o tratamento, muitos profissionais recorrem a substâncias que ajudam no controle emocional dos peludos, reduzindo a ansiedade e a agitação excessiva.

cachorro agitado
Se você tem um cachorro agitado em casa, leve-o para passear todos os dias!
~~>Veja aqui o depoimento de veterinários sobre os tratamentos naturais.

Existem diversos ingredientes naturais que podem trazer benefícios para a saúde dos pets. Quando concentrados em suplementos, em sua forma biologicamente ativa, esses nutrientes atuam no organismo do pet oferecendo benefícios para a saúde.

Neste sentido, a Passiflora, planta do Maracujá, é um ingrediente que pode ajudar muitos pets. Enquanto muitas pessoas pensam que é a fruta que ajuda a acalmar, é a partir da folha que obtemos os benefícios que auxiliam no tratamento dos sintomas da ansiedade e da agitação.

 A qualidade terapêutica desse alimento funcional é potencializada quando concentrada em suplementos, pois as doses excedem a capacidade que qualquer pet poderia consumir se comesse apenas o alimento (ou a folha).

Se você tem interesse em saber como pode oferecer um cuidado natural para o seu cão que sofre com a agitação excessiva, não deixe de entrar em contato conosco!

Veja também: Pulgas no verão: saiba como salvar o seu pet!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário