Pesquisar no Blog
Alimentação Cuidados Dicas Para Tutores

3 cuidados essenciais com alimentação do cão idoso

A chegada da maturidade requer muitos cuidados. Se o seu peludo já está nesta fase, que pode começar aos 7 anos dependendo do porte dele, vai precisar de atenção especial com a alimentação do cão idoso.

Isso porque a escolha de alimentos adaptados às necessidades dos cachorros idosos ajuda a aumentar a expectativa de vida do peludo, evitando doenças e melhorando o bem-estar. Os sinais de envelhecimento também podem ser retardados, além de ajudar a manter o apetite, a evitar sobrecarga dos rins, coração e intestinos, a manter o peso e a massa muscular (muito comum ocorrer perda nos animais idosos).

# 1 – Adequar a alimentação à idade

As necessidades nutricionais do pet maduro são diferentes dos filhotes ou adultos. A alimentação do cão idoso irá ajudar a retardar e limitar os sinais de envelhecimento. Além disso, as dietas preparadas para os mais idosos são adequadas para o seu organismo. Já reparou que muitos deles têm a tendência maior a ficarem mais gordinhos? Isso ocorre devido à redução do metabolismo e das atividades físicas.

Veterinários recomendam que haja a redução de gorduras e sódio, aumento de fibras e a utilização de proteínas de alto valor biológico – que mais completas: possuem aminoácidos essenciais em proporções adequadas.

Para saber o que o seu pet deve comer e antes de mudar a sua dieta, consulte um veterinário.

# 2 – A alimentação do cão idoso serve para facilitar o consumo do alimento para cães sem dentes

É muito comum para os idosos não ter todos os dentes, não é mesmo? Este problema acontece devido ao acúmulo de tártaro ao longo dos anos. Isto gera uma desmineralização óssea da mandíbula e maxilar e os dentes ficam mais moles e caem. Por isso é muito importante sempre manter a escovação dos dentes em dia. Mas quando o pet já tem uma limitação pela ausência dos dentes, oferecer uma comida mais pastosa é fundamental.

Se o seu pet come ração, a dica é optar pelo alimento úmido, mais indicado para a falta de dentes. Você também poderá encontrar no mercado opções de rações secas seniores com grãos mais adequados, que facilitam a mastigação. A alimentação natural (AN) equilibrada também é uma ótima opção para mastigação e são bem palatáveis para os idosos.

alimentação do cão idoso
A alimentação do cão idoso deve ser adequada para o pet

# 3 – Inclua alimentos que auxiliem no processo de envelhecimento

Alguns alimentos vão além de suas funções nutricionais básicas, contribuindo para a melhora do estado de saúde e bem-estar, além de reduzir o aparecimento de doenças. Para os idosos o consumo deles é muito importante. Hoje já se sabe que muitos alimentos possuem essas propriedades. Conheça:

Beterraba: revigora animais enfraquecidos pois é rica em açúcares que são facilmente metabolizados pelo animal e prontamente aproveitados como energia, auxiliando no combate à fadiga e na redução do estresse muscular. Também promove o fortalecimento muscular e de tendões devido à alta concentração de potássio e manganês. As vitaminas C e E também são excelentes antioxidantes e, por isso, possuem atividade antienvelhecimento.

Cenoura: contém antioxidantes (carotenoides) que são responsáveis pela prevenção de problemas cardiovasculares, câncer e outras doenças crônicas. fonte de antioxidantes, vitamina A e carotenoides, que estimulam a reconstituição dos tecidos (auxiliando no tratamento de dermatites, por exemplo) e ajudam a evitar doenças cardiovasculares.

Alcachofra: o lupeol, presente na alcachofra, apresenta ação tóxica contra células tumorais, tem atividade antioxidante, além de promover a liberação de resposta imunológica.

Acerola: maior fonte de vitamina C e antioxidantes, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Também funciona como um adstringente para distúrbios hepáticos e neutraliza radicais livres. Facilita a formação de colágeno, melhorando a cicatrização.

Levedura de cerveja (Saccharomyces cerevisiae): ajuda a melhorar a digestão do seu pet, pois estimula o crescimento e a atividade de bactérias benéficas para o sistema digestório, facilitando a quebra e absorção dos alimentos.

Mas como garantir que o peludo receba a quantidade ideal diária destes alimentos?

Em suplementos! A qualidade terapêutica destes alimentos funcionais é potencializada quando concentrada em suplementos, pois as doses excedem a capacidade que qualquer pet poderia consumir se comesse apenas o alimento.

Saiba mais sobre o Vigor, da Botica Pets!

Se você ainda tem dúvidas sobre os benefícios da alimentação do cão idoso, confira outros posts em nosso blog!

Quer saber como oferecer o melhor dos suplementos para o seu pet? Veja este vídeo:

 

Veja também: 6 coisas que você precisa saber sobre os suplementos da Botica Pets

 

 

 

 

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário