Pesquisar no Blog
Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores Para Veterinários Sem categoria

Será que a minha cachorra sente falta de seus filhotes?

Quem já teve a oportunidade de acompanhar a gestação de um pet e o nascimento de filhotes em casa sabe o quanto este é um momento especial para toda a família. Você vê a barriga da sua cadela crescer, ela dar à luz filhotes com a sua ajuda, vocês dois cuidam desses filhotinhos minúsculos e, um dia, chega a hora de cada um ir para a sua nova casa. O seu coração dói ao pensar em dar esses peludos? Muitos tutores se preocupam com o fato de que a mamãe poderá sentir a falta dos filhotes. Será que isso acontece? A resposta é que isso pode variar de acordo com o cão.

Continue a ler o post e entenda melhor esta questão!

Genética que valoriza a matilha

Os cães domésticos são descendentes diretos dos lobos, que costumam viver em família e criam os seus filhotes até a fase adulta e alguns lobos acabam ficando na mesma matilha a vida inteira. No entanto, os cães não vivem essa realidade há milhares de anos e acabaram se acostumando da mesma forma como evoluíram para comer dietas onívoras, em vez de puramente carnívoras. Assim, parecem ter se adaptado ao fato de não ter seus filhotes para sempre ao seu lado.

Segundo especialistas, a maioria das “mães” que encontram seus filhotes depois de um tempo, podem agir com felicidade, mas isso não quer dizer que elas recordam deles. Se é uma cadela feliz, que gosta de conhecer outras pessoas e animais, ela responderá positivamente. Se for tímida e não socializada, reagirá com menos entusiasmo.

De acordo com o site Daily Dog Discoveries, uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostrou que entre 4 e 5 semanas de idade, as respostas olfativas de um cão são fortes o suficiente para reconhecer sua mãe e seus irmãos. Mesmo depois de separados por algum tempo, as mães e filhotes podem se reconhecer pelo cheiro, mesmo quando adultos. 

Então, as mamães podem se lembrar de seus filhotes anos depois, mas isso significa que eles sentem falta deles?

Não existem pesquisas conclusivas sobre isso, mas há evidências apontando que algumas cadelas podem ficar agressivas com os filhotes que continuam morando com elas depois dos seis meses de idade – talvez pelo fato de disputarem a atenção dos donos, comida e etc. Em contrapartida, outras podem sofrer com a ausência dos pequenos e manifestar o instinto materno ao adotar objetos como filho. 

O fato é que cachorros são animais sociais, eles precisam de companhia e socialização para ficarem contentes e tranquilos. Nenhum cachorro gosta de ficar sozinho por longos períodos de tempo, mas alguns sofrem mais que outros. Exemplo disso são os pets separados de sua mãe e irmãos muito cedo, que tornam-se candidatos a ter ansiedade de separação.

Fazer essa separação antes do tempo pode ser muito prejudicial, provocando carências no seu crescimento ou desequilíbrios emocionais. Por isso, o ideal é realizá-la somente após 8 semanas de vida, ou seja, depois do desmame.

E você, o que pensa sobre o tema? Deixe seu comentário!

Post baseado na publicação do blog https://www.cuteness.com/13709721/does-my-dog-miss-her-puppies

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário