Pesquisar no Blog
Cuidados Para Tutores Para Veterinários Sem categoria

Novembro Azul: saiba como prevenir o câncer de próstata em pets

Dificuldade para urinar e defecar, além de dores abdominais, são sintomas do câncer de próstata, doença que atinge principalmente os cães machos acima de 6 anos de idade e, apesar de ser mais raro, os gatos machos. Ela acomete homens e animais e é uma das doenças mais temidas hoje em dia. 

Com o avanço dos diagnósticos e tratamentos na Medicina Veterinária, os cães e gatos têm vivido mais tempo. Mas a prevenção é sempre o melhor caminho. Há pouco tempo falamos do Outubro Rosa, ação que ajuda a lembrar a todos sobre a importância da prevenção do câncer de mama nas cadelas e gatas. Este mês, é a vez do Novembro Azul. Sim, assim como homens, os pets também precisam ser prevenidos contra o câncer na próstata.

 

Qual a função da próstata?

A próstata é uma glândula sexual que fica abaixo da bexiga no corpo de animais do sexo masculino e é fundamental para a fecundação. Ela serve para produzir um fluido que ajuda na movimentação dos espermatozoides.

Apesar de não ser uma enfermidade tão comum, o câncer de próstata precisa ser prevenido. A doença se desenvolve por causas hormonais e desequilíbrio na produção de testosterona, estimulando o aumento do tamanho da próstata. No entanto, a maioria dos tumores são benignos, isto é, não apresentam riscos à saúde do animal e podem ser tratados. 

Quando os pets são castrados ainda jovens há menor chance da doença aparecer, já que não desenvolvem o tecido prostático. A próstata, então, fica em tamanho reduzido, evitando a formação do tumor.

 

Veja abaixo mais detalhes sobre a doença:

Sinais de alerta: dificuldade e dor para defecar e urinar, presença de sangue na urina, dores abdominais.

Diagnóstico: realizado por meio de exames de imagem (ultrassom) e de toque (para verificar se há o aumento da próstata).

Tratamento: deve ser feito por um oncologista, mediante diagnóstico do tipo de tumor e consiste em terapias com antiinflamatórios, antibióticos, cirurgia (retirada da próstata) e quimioterapia.

Prevenção: castração precoce e check-ups regulares em cães que não são castrados e que são mantidos em reprodução. Os tutores também devem ficar atentos aos hábitos do pet e notar se há alteração na produção da urina e das fezes.

Saiba mais como cuidar da saúde do seu peludo em nosso blog. Leia também: câncer de mama em pets e 5 funções dos suplementos naturais para a saúde do pet.

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário