Pesquisar no Blog
Alimentação Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores Para Veterinários Sem categoria

5 dicas para cuidar do seu filhote de cão ou gato!

Você é tutor de “primeira viagem”? Quem acaba de se tornar mãe ou pai de um peludo, seja um gato ou cachorro, precisa saber quais são os cuidados essenciais para manter a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida do filhote. Como os peludinhos são verdadeiras crianças, separamos 5 dicas bem interessantes para você. Dá uma olhada!

1- Cuidados com a saúde

Ao receber o filhote em casa é importante levá-lo para a primeira consulta com o veterinário. No check-up será avaliado o estado de saúde do pequeno a fim de descartar possíveis enfermidades que podem não manifestar sintomas muito claros. Isso ajudará a prevenir a transmissão de doenças para outros pets e para a família. 

O veterinário também irá orientar sobre o protocolo de vacinação e de vermifugação. A castração é outro cuidado muito importante, caso o seu filhote já não esteja castrado. Além de evitar a chegada de novos filhotes, previne tumores de mama e a infecção uterina nas fêmeas e o tumor de testículo e aumento da próstata nos machos. 

2– Cuidados com a alimentação

Qual o tipo de alimento é o ideal para o seu filhote? A escolha entre ração e a alimentação natural deve contar também com a orientação do veterinário.  Se optar pela ração, leve em conta o tamanho, idade, porte e nível de atividade física do pet. As rações próprias para filhotes devem ser oferecidas até o primeiro ano de vida. Já para a alimentação natural, você também precisará contar com o apoio de um veterinário nutrólogo para realizar o balanceamento das refeições. 

Também é importante que a quantidade de alimento diária seja fracionada em três ou quatro porções ao longo do dia. Além de ter o cuidado de manter potes limpos e água fresca todos os dias.

3– Educação e adestramento

Ensinar ao filhote onde ele deverá comer, fazer as necessidades e dormir não são tarefas fáceis, mas isso deve ser feito desde cedo. Para isso, é importante definir bem cada espaço, tendo o cuidado de manter os potes de água e ração em locais de fácil acesso e distante de onde ele faça as suas necessidades. 

Para escolher o local do xixi e do cocô é importante é levar em conta a sua rotina. Em casa é recomendado deixar um tapete higiênico no local escolhido. Para os gatos, a caixinha de areia também deve ser colocada distante do alimento, porém, em um lugar calmo da casa.

Na hora de dormir, uma dica é colocar o filhote no local escolhido desde o início. Dificilmente você conseguirá tirar o cão da sua cama ou do sofá depois que ele estiver acostumado. O novo membro precisa ser condicionado a ficar no seu espaço e, no começo, pode ser difícil dizer não para a chantagem emocional, mas é preciso ser firme para criar uma rotina sem sofrimentos. 

4- Socialização e enriquecimento ambiental

Um dos aspectos mais importantes da vida de um cachorro é a socialização. Por isso, levar o pet para passeios desde cedo (após o fim do protocolo vacinal inicial) é muito bom para uma boa convivência. Além disso, o exercício físico ajuda a reduzir a ansiedade do pet.

O recomendando é passear duas vezes ao dia, uma pela manhã e a outra no final do dia. Agora, se você não tiver tempo para isso, é interessante pensar em contratar um passeador ou deixar o animal no day care. Cachorro preso em casa, sem conhecer outros amiguinhos e sem a possibilidade de cheirar para conhecer o mundo, pode ser um estresse.

Para os pets que passam muito tempo sozinhos, manter um ambiente com diversas opções de brinquedos interativos é fundamental.  Também é importante que o tutor ensine e estimule brincadeiras.

5- Higiene e beleza

Quem não gosta de ter um pet cheiroso e bonito? Os cuidados com a pele e a pelagem do cão também são pontos de atenção que o tutor deve estar atento. A rotina de cuidados vai depender da raça, tamanho do pelo e local onde o pet vive (dentro de casa, no quintal, apartamento ou sítio…). 

Os banhos podem ser quinzenais para os peludos que moram em ambientes fechados. Se o pet tiver o pelo comprido, será importante pentear sempre para evitar que fique cheio de nós. Para os que vivem em áreas externas e se sujam muito, o banho pode ser dado uma vez por semana. O corte das unhas precisa ser realizado adequadamente para evitar que haja o corte da artéria que passa no local. A limpeza dos ouvidos pode ser feita com um produto especial para a raça e somente com o uso de algodão ou gaze. Nunca use o cotonete, para evitar risco de perfuração do conduto auditivo do pet.

Gostou das dicas? Leia também os cuidados importantes nos primeiros meses dos filhotes.

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário