Pesquisar no Blog
Cuidados

6 dicas para conhecer melhor seu filhote

Depois de muita pesquisa sobre o temperamento de determinadas raças, o tamanho do pet e ainda depois de avaliar se a melhor opção é adotar e quais ONGs visitar para encontrar o seu melhor amigo, chegou o grande momento: o seu lindo filhote vai para casa e vocês iniciarão uma longa descoberta de uma amizade sem fim. Mas, então, bate a dúvida: como criar o meu filhote da melhor forma possível?

Reunimos algumas dicas que vão garantir que o seu cachorro se desenvolva bem, tenha um bom comportamento e que vocês se divirtam juntos, confira!

 

Dica 1: Conheça bem as características comportamentais do seu cão

É preciso conhecer o seu peludo para que você consiga criar uma rotina que o deixe satisfeito e feliz. Caso ele seja mais agitado, é recomendado estimulá-lo com atividades em que ele possa gastar energia, como caminhadas e outras brincadeiras. Caso o cão tenha maior tendência ao sedentarismo, recomenda-se incluir na rotina dele atividades que o estimulem ao movimento.

 

Dica 2: Não há idade mínima para adestrar o seu pet

Muitas pessoas acreditam que há uma idade correta para iniciar os treinamentos com seu cão, mas, ele pode começar a ser treinado assim que chega em sua casa. Com paciência e alguns cuidados, ensinar o cão faz com que ele estabeleça um vínculo ainda maior de afeto e segurança com seu tutor.

 

Dica 3: Sociabilizar o filhotinho

O cão deve ser sociabilizado para que ele se torne mais seguro e menos reativo a outras pessoas, animais ou barulhos. Até os três meses, os cães têm mais facilidade de enfrentar novas experiências, então, é preciso que ele seja apresentado ao maior número de pessoas e animais possíveis e seja exposto a barulhos rotineiros, sempre sob a sua orientação para que ele se sinta seguro.

Embora pareça simples, essa atitude os faz ficar mais calmos e valentes quando mais velhos. Entretanto, é preciso ter cuidado com a forma com que o cão é exposto para que não haja traumas.

 

Dica 4: Seu cão precisa de um líder

Os cães devem reconhecer você como tutor e líder. Assim, a rotina de adestramento que estimula bons comportamentos e recompensa é uma boa estratégia para que isso aconteça. Não reconhecer o tutor como líder pode ocasionar agressividade e outras características relacionadas à sua tentativa de dominar o ambiente.

Isso acontece porque, naturalmente, os cães andam em matilha e para o peludo, sua matilha é a família com que convive, assim, não se trata de um mal comportamento, mas, de uma posição que o cão assume naturalmente, caso não identifique o líder.

 

Dica 5: Mantenha o seu filhote em segurança

Os três primeiros meses é o período que requer maior cuidado com a saúde do pet. É preciso evitar o contato com animais com problemas de saúde ou que você não conheça até que o filhote esteja totalmente imunizado com as vacinas recomendadas pelo veterinário. Para levar o filhotinho para passear, é recomendado optar por um carrinho ou levá-lo no colo, pois ele não deve correr riscos de contrair doenças nesse período.

 

Dica 6: Cuidados em casa

Em casa, existem riscos que precisam ser evitados. É recomendado colocar protetores na sacada para evitar quedas. Além disso, impedir o acesso à piscina e os manter longe de fios de aparelhos domésticos.

Para que o cão se adapte bem a sua casa, é recomendado criar um espaço para ele. Como o quarto ou a sala, restringindo seu acesso a outras partes do cômodo, com um “cercadinho”.

Neste local, é preciso colocar água, brinquedo e um tapete higiênico. Isso ajuda para que o cão se distraia e se sinta seguro por estar próximo de seu tutor.

Já está pronto para aplicar as dicas? Leia outras dicas para cuidar bem do seu filhote em nosso blog! Se quiser receber mais informações sobre como cuidar do seu pet, acesse nosso canal do Telegram. Acesse nosso canal!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário