Pesquisar no Blog
Comportamento

Quais as consequências dos problemas de comportamento?

Muito tem se falado sobre a saúde mental das pessoas durante o isolamento social e todas as consequências trazidas pela pandemia. Mas como ficam os cães e gatos nesta nova realidade? Os problemas de comportamento afetam também os pets, que sofrem de ansiedade, fobias ou medos, compulsões e até agressividade.

 

O que nem todos os tutores sabem é que os problemas comportamentais prejudicam não somente a saúde mental dos animais, mas também, a saúde física e a qualidade de vida. Os transtornos psicológicos podem até interferir na relação do pet com o tutor e a família. Entre outras consequências, como no caso de animais agressivos, por exemplo, estão o isolamento do animal, o abandono ou até mesmo a eutanásia.

 

Isolamento social e os pets

A falta de convivência com outros animais e da rotina antiga de passeios pode afetar muito os cachorros. Isso porque os peludos acabam perdendo a oportunidade de interagir, brincar, cheirar e exercer os seus comportamentos naturais. A maior presença do tutor em casa, como acontece em muitos casos com tutores trabalhando em home office, não significa maior qualidade de vida para o pet uma vez que há uma tensão emocional entre as pessoas e isso acaba sendo percebido pelos animais e prejudicando a sua saúde mental.

 

Por outro lado, quando os tutores voltarem à rotina antiga, de sair para trabalhar, isso poderá gerar outros gatilhos nos pets, que necessitam de estabilidade, e é provável que muitos apresentem problemas comportamentais. Um dos problemas mais recorrentes é Ansiedade de Separação.

 

Síndrome de ansiedade de separação: como prevenir o seu cão?

A Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS) é um problema que pode ocorrer em qualquer cão. Geralmente, os mais afetados são os cachorros agitados e ativos que acostumam, desde cedo, seguir o tutor por todo lado e são estimulados a estar sempre por perto. Isso, aliado à falta de estímulos e atividades diárias – passeios, exercícios e brincadeiras – pode fazer o seu melhor amigo desenvolver uma série de comportamentos que nenhum dono sabe bem como lidar.

 

Isso acontece porque os cães, por natureza, têm uma necessidade imensa de estar perto da matilha. Com a domesticação da espécie, os cachorros passaram a conviver mais próximos aos humanos. Eles nos consideram parte do bando e precisam de nós para se sentirem protegidos, garantir o alimento e abrigo.

 

Por isso, os pets acostumados desde cedo a receber atenção e carinho todo o tempo, podem sentir um “vazio” quando sozinhos. Essa solidão, associada a falta de estímulos mentais e físicos, pode ser o gatilho para uma série de comportamentos como:

– Latidos, choros e agitação excessivos

– Xixi fora do lugar

– Destruição de móveis e objetos

– Lambedura das patas

– Tremores

– Mordedura do rabo

– Raspar a porta

 

Broncas e punições, nestes casos, não são recomendadas. Em vez de resolver o problema, você pode acabar estimulando o pet a desenvolver outros transtornos. Por isso, vale muito a pena ficar atento aos sinais e prevenir a sua mascote.

 

Como resolver o problema comportamental do pet

A especialista em comportamento animal Luiza Cervenka explica que quando um cachorro ou um gato apresenta algum distúrbio comportamental, seus tutores devem recorrer a um profissional do comportamento. Hoje, além dos adestradores, existem os terapeutas comportamentais, também denominados de comportamentalistas.

 

Leia na íntegra o artigo em que ela explica os três pilares da terapia comportamental!

 

A Fórmula Maracujá

Além da terapia comportamental, você pode oferecer um cuidado natural para ajudar o pet a ficar mais calmo e tranquilo: a Fórmula Maracujá.

 

O maracujá apresenta benefícios que podem ajudar no tratamento de diversos problemas – como a ansiedade, a hiperatividade e a agitação. Para os cães, o maracujá pode ajudar no caso de peludos que sofrem com a Síndrome de Ansiedade de Separação (SAS).

O maracujá é a fruta da Passiflora, uma planta que tem diversas propriedades medicinais. Em suas folhas, encontramos a maior parte das substâncias terapêuticas e, a partir delas, obtemos os benefícios que auxiliam no tratamento dos sintomas da ansiedade.

 

O suplemento Maracujá, da Botica Pets, possui em sua fórmula três ingredientes funcionais: a Passiflora, o extrato de alcachofra e a levedura de cerveja. Juntos, oferecem todo o conforto que seu peludo precisa, de uma forma natural e em doses terapêuticas ideais para os pets.

A fórmula tem bastante efeito no equilíbrio emocional de cães e gatos ansiosos, de pouca socialização e medrosos.

Conheça outros benefícios do maracujá:

– Ajuda no relaxamento, deixando o pet menos responsivo aos estímulos estressantes

– Induz ao sono, devido às propriedades calmantes, evitando a insônia e a agitação noturna.

– Melhora a hiperatividade.

– Auxilia no tratamento de distúrbios nervosos, fobias e agressividade, amenizando os efeitos causados por essas alterações.

 

Saiba mais sobre os nossos produtos! Se quiser, pode tirar as suas dúvidas sobre os nossos produtos com a equipe veterinária da Botica Pets. Nossos canais de contato: WhatsApp, e-mail e telefone!

E-mail: [email protected]

Telefone: 0800 775 1717

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário