Pesquisar no Blog
Ansiedade Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores

Cão desanimado? Entenda o que pode estar acontecendo com seu pet!

Chamou o pet para passear e percebeu um cão desanimado? Pegou a bolinha pra brincar e o peludo não correspondeu? Quando o cachorro resiste ao passeio e às brincadeiras, pode ser um sinal de alerta!Podemos até entender este comportamento como um desânimo temporário, como sentimos em alguns momentos, mas é muito importante ficar atento! Quem não quer que o peludo esteja sempre saudável, ativo e feliz?

Quando os peludos ficam desanimados, é preciso entender o que está motivando este comportamento. Alguns sinais presentes em um cão desanimado:

– Apatia ou inquietude;

– Perda de apetite;

– Sem vontade de passear;

– Cansaço fácil;

– Isolamento;

– Choro excessivo;

– Automutilação;

– Rejeição ao carinho e às brincadeiras.

cão desanimado
Cão desanimado: observe os sinais

Aprenda a observar os sinais que podem indicar que o pet está doente!

Se engana quem pensa que somente os veterinários têm a tarefa de observar a urina, as fezes, a alimentação e a ingestão de água dos pets.

Como um tutor preocupado, você também deve sempre ficar de olho em tudo isso. Assim como nós, os pets podem desenvolver enfermidades e os primeiros sinais podem se manifestar com a mudança de apetite e a alteração das necessidades (como mudança de coloração, frequência e consistência).

Outros sinais de que o cão não vai bem são episódios repetitivos de vômito, febre, tremores, falta de ar e até lesões na pele. Entenda um pouco melhor:

Falta de apetite e consumo de água: a perda intensa de apetite ou falta de ingestão de água devem ser levados a sério. Pode indicar dor e qualquer situação que cause mal-estar ao peludo. Isso inclui enfermidades: alterações endócrinas, doença renal ou hepática, problemas odontológicos, infecções e até neoplasias.

Vômito: quando recorrente, pode ser sinal de diversas doenças. Entre elas: pancreatite, problemas gastrointestinais, intolerância alimentar, alergias, verminoses, problemas renais ou hepáticos, infecções, ingestão de corpo estranho.

Diarreia: assim como o vômito, quando ocorre com frequência, pode indicar: alimentação inadequada, sensibilidade alimentar, verminoses, problemas gastrointestinais, renais ou hepáticos, infecções, alterações endócrinas, neoplasias, entre outros.

Sabia que o estresse e a depressão também estão entre os problemas que podem desencadear sintomas como estes?

cão desanimado
Cão desanimado: atenção especial ao comportamento do peludo!

O que fazer quando o cachorro está desanimado

O primeiro passo é observar os sinais por até 24 horas. Porém, se o pet não estiver se alimentando ou bebendo água, não dá para esperar nem este tempo. Isso também vale para os episódios de vômitos e diarreia em um curto intervalo de tempo (cerca de horas)! Estes casos devem ser tratados como urgência médica!

Sempre procure a orientação de um médico veterinário de confiança. Com a avaliação física do pet e o uso de exames complementares (sangue, raio-x, ultrassom, entre outros), o profissional poderá dar o diagnóstico e o melhor tratamento para o pet.

Depressão canina

Todos estes sinais também pode ser indício de depressão. Sim, os cães podem ficar deprimidos! Entre os motivos que podem deixar o pet depressivo estão:

– Solidão: ausência do dono ou de um companheiro;

– Mudança de ambiente ou rotina;

– Tédio;

– Falta de atenção do dono;

– Falta de passeios e convivência com outros pets;

– Estado emocional do tutor.

Em relação ao estado emocional do tutor, pode acontecer do pet ficar deprimido quando o seu dono não está bem. A tristeza do tutor pode acabar influenciando o peludo, pois os cachorros são animais muito empáticos!

Como ajudar o cão desanimado?

O primeiro passo é sempre procurar um veterinário para descartar possíveis enfermidades. Caso seja encontrada algum problema, o tratamento deverá ser realizado com a orientação do profissional.

Além disso, em todos os casos, melhorar a imunidade do pet poderá ajudar no tratamento. Nestes momentos, os pets podem precisar de uma energia extra! Cães convalescentes ou com idade mais avançada necessitam de uma suplementação para manter o organismo forte e revigorado.

Você pode fazer isso de uma maneira natural, por meio do uso de suplementos compostos por ingredientes naturais como a beterraba e a alcachofra, por exemplo.

Vamos usar a beterraba para explicar melhor. Este é um ingrediente com alto valor terapêutico, além de suas qualidades nutricionais. As substâncias químicas encontradas na beterraba são capazes de promover benefícios à saúde como, por exemplo:

– Revigorar animais enfraquecidos – pois é rica em açúcares que são facilmente metabolizados pelo animal e prontamente aproveitados como energia, auxiliando no combate à fadiga e na redução do estresse muscular.

– Prevenir problemas cardiovasculares, câncer e outras doenças crônicas – contém antioxidantes (carotenoides) que são responsáveis por estes efeitos.

– Combater o envelhecimento – possui vitaminas C e E, excelentes antioxidantes e, por isso, possuem atividade antienvelhecimento. A beterraba ajuda a combater os efeitos provocados pelos radicais livres, contribuindo também para a manutenção de uma pele mais saudável.

– Promover o fortalecimento muscular e de tendões – devido à alta concentração de potássio e manganês.

cão desanimado
Nada de tristeza! Em caso de cão desanimado, siga nossas dicas!

O suplemento Vigor, da Botica Pets, pode ser um importante aliado ao oferecer um suporte nutricional funcional à base de ingredientes naturais e sem o uso de conservantes. Para isso, possui em sua composição a beterraba, a alcachofra, clorela, a acerola, o extrato de alho e a levedura de cerveja.

Assim, a qualidade terapêutica destes ingredientes é potencializada quando concentrada em suplementos, pois as doses excedem a capacidade que qualquer pet poderia consumir se comesse apenas o alimento. Em cada fórmula, são ingredientes  de alto valor terapêutico para que um ajude e complemente os benefícios do outro. Estes produtos são formulados por veterinários, seguros para os pets e totalmente naturais!

Saiba mais sobre os nossos suplementos!

Veja também: O coça-coça do cão tem solução. Saiba como resolver a alergia do pet!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário