Pesquisar no Blog
Clientes Comportamento Cuidados Dicas Para Tutores

Perigos em casa, como proteger o seu pet?

Mesmo que sejam pouco perceptíveis, existem riscos em casa que precisam ser identificados e prevenidos pelo tutor para evitar acidentes com o pet. O maior desafio é prevenir problemas com gatos, afinal, os bigodudos são especialistas em encontrar esconderijos e “brinquedos” que podem surpreender seus tutores.

Sabe aquela prateleira que você acredita que jamais poderia ser acessada por seu pet? Nunca desafie a curiosidade e agilidade de um gato. Em um piscar de olhos, ele pode aparecer por lá.

Para evitar colocar a saúde do pet em risco, confira as nossas dicas para manter seu gato seguro!

 

Dica 1: Telas nas janelas

Em casas e apartamentos, é recomendado que as janelas sejam teladas. O gato é um caçador e a rua pode atraí-lo. Caso more em casa, é preciso proteger as janelas para que o pet não seja exposto aos perigos da rua.

Nos apartamentos, a preocupação deve ser com a altura. Sacadas e janelas oferecem riscos e devem ser protegidas, pois o gato pode ser atraído por qualquer movimentação do lado de fora e acabar escorregando de uma altura perigosa.

 

Dica 2: Enfeites de vidro e pontiagudos devem ser evitados

Sozinhos, os gatos correm pela casa e pulam nos móveis, por isso, é preciso ter cuidado com a decoração. Os vidros podem ocasionar graves ferimentos no pet e o mesmo sobre os objetos pontiagudos.

Escalar uma cortina pode parecer seguro, mas, o acabamento que prende a cortina pode oferecer risco ao pet. Então, esta brincadeira também deve ser evitada.

 

Dica 3: Medicamentos

Caso você nunca tenha passado pela experiência de ter um bichano, é recomendado que você tenha cuidado com os medicamentos, guardando-os em gavetas ou locais com travas. Os medicamentos mais comuns em casa, como analgésicos, podem atrair os gatos e, caso haja ingestão, leve imediatamente o pet para o veterinário.

 

Dica 4: Limpeza da casa

É recomendado que os produtos de limpeza sejam armazenados em locais fechados para que os animais não tenham acesso. Além deste cuidado, é preciso evitar que o gato tenha contato com móveis ou pisos de ambientes que foram limpos há pouco tempo, pois, pode restar produto no chão úmido, o que pode comprometer a saúde do pet somente pelo contato direto com a pele.

 

Dica 5: Fios expostos e tomadas

O que escapa da percepção de um gato? Caso haja fios soltos em casa, provavelmente, já foi identificado pelo seu bigodudo preferido. Este “brinquedo” é um perigo, afinal, qualquer parte desencapada pode causar um choque.

É preciso destacar que as habilidosas unhas dos gatinhos podem desencapar um fio com muita agilidade e então, a melhor medida é esconder os fios ou mantê-los bem longe do pet. E por falar em habilidosas unhas, as tomadas também atraem os gatos e uma boa opção é mantê-las com protetores, constantemente.

 

Dica 6: Plantas

As plantas podem parecer inofensivas, mas, antes de optar por colocar vasos decorativos na casa, é preciso conhecer bem a planta que estará dividindo território com o seu bichano.

Comigo-ninguém-pode é uma das mais conhecidas plantas que deve ser riscada da sua lista de compras, mas, também lírios, tulipas, crisântemo, hera, entre outras que oferecem grande risco aos pets por serem tóxicas. Assim, é preciso pesquisar bem antes de escolher a sua plantinha.

 

Dica 7: Um lugar especial e seguro

Como os gatos são territorialistas, eles amam ter um lugar só deles e é recomendado manter um cantinho da sua casa com tudo o que o seu pet precisa, como os potes de água, ração e sua caixinha de areia (porém distante da água e do alimento).

 

Dica 8: Cuidado com a altura

Gatos são especialistas em escalar, mas a altura em excesso pode ser um risco. Alguns locais devem ser proibidos, devido aos objetos perigosos.

Para evitar o acesso a estes locais, é preciso observar se há móveis e outros objetos que precisam ser retirados a fim de evitar que o bichano possa usar de “escada” para alcançar o topo de um móvel, prateleira e etc.

Gatos são muito divertidos e surpreendentes. Todos os esforços são válidos para manter o seu melhor amigo longe de problemas!

Leia em nosso blog sobre outros cuidados que você pode ter com o seu bichano!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário