Pesquisar no Blog
Clientes Comportamento Cuidados Dicas

3 passos para uma convivência tranquila entre cães e gatos

Introduzir um novo animal em casa, como exemplo, cães e gatos, pode não ser uma tarefa tão simples. Se você está pensando em aumentar a família é preciso saber que a preparação para receber o novo membro é um passo fundamental para evitar problemas. Entre eles: brigas por ciúmes ou comida, desvios de comportamentos como urinar e defecar em lugares inapropriados, disputa por território ou objetos e até problemas comportamentais como depressão, ansiedade e falta de apetite.

O importante é que o processo seja gradual e muito bem planejado. Saiba como fazer em 3 passos!

Passo 1: Leve em conta o perfil do seu animal que já vive em casa

Quando já existe um pet em casa, é preciso levar em consideração o perfil do seu cão ou gato: ele é do tipo sociável? Se sim, ótimo! Pode adorar ganhar um novo companheiro. Agora, se ele já não se dá bem com outros animais na rua, pode ser mais complicada a adaptação. Os gatos, em especial, são animais mais solitários, poucos vivem em bando na natureza. Animais com idades muito distantes podem não se dar tão bem assim. Enquanto o filhote quer brincar, o idoso prefere descansar. Pense nisso.

Isso não quer dizer que seja impossível a convivência entre eles, mesmo que não sejam os mais sociáveis do mundo. É importante verificar se o seu animal é do tipo muito arisco, o que pode fazer o processo de adaptação ficar mais complexo ainda.

Passo 2: Faça um check-up da saúde do novo membro

É recomendado que o novo animal passe por uma consulta com veterinário antes de ser introduzido na casa. O profissional deverá realizar o exame clínico, além de exames complementares como o de sangue para avaliar se existem doenças que podem ser transmitidas de um animal para outro.

Passo 3: Faça uma introdução gradual

Alguns gatos têm afinidade por cães, outros não. Por isso, a adaptação deve ser bem gradual. Por serem de espécies diferentes, alguns hábitos também são diferentes e isso precisa ser respeitado. Uma dica é separar um cômodo para o novo membro, com água, comida, caixas de areia e abrigos. Também pode-se utilizar feromônios sintéticos para os gatos, que devem ser aplicados pelo menos dois dias antes da chegada do novo animal.

Após o novo indivíduo ter se adaptado ao local, os animais podem ser apresentados sob supervisão, com estímulos positivos como alimentos favoritos, brinquedos e carinho. Sempre dê atenção aos dois animais, elogiando, fazendo carinho e oferecendo petiscos. A alimentação, rotina de passeios, brincadeiras e banho deve ser mantida para o animal mais velho, a fim de que ele não sinta uma mudança importante com a chegada do novo morador.

Gostou das dicas? Então não deixe de conferir o nosso post sobre como deixar o pet ansioso sozinho e sem culpa!

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário