Pesquisar no Blog
Alimentação Clientes Comportamento Cuidados Depoimentos Dicas Para Tutores

Por que é importante cuidar da saúde bucal do cão?

Manter a higiene bucal dos cães e estar alerta para quaisquer alterações nos dentes ou no comportamento do pet ao se alimentar é muito importante para a identificar problemas sérios na saúde bucal, como doenças periodontais que podem oferecer grande risco à saúde, como a migração de bactérias para órgãos vitais: rins, fígado e coração.

Um sinal importante para a identificação do quadro é o mau hálito. Esse é o sintoma mais evidente de que algo não vai bem com a boca do cão e atinge 80% dos cachorros com mais de três anos de idade. Além do risco das bactérias, a periodontite é uma inflamação que ocasiona a perda de dentes e a deterioração dos tecidos que o sustentam, como a gengiva e o osso alveolar.

O maior problema deste quadro é que seus sinais são pouco perceptíveis e de rápida progressão. Ele se inicia com o acúmulo de placa bacteriana que evolui para o tártaro. O tártaro, por sua vez, é responsável pela deterioração dos dentes, por isso, a importância de estar sempre alerta.

Embora haja alto índice de cães que apresentam o problema, 90% dos tutores acreditam que os dentes e a gengiva de seus cães estejam saudáveis, por isso, para descartar o problema, os cães devem ser submetidos ao exame oral regularmente.

Listamos alguns fatores que podem predispor ao desenvolvimento de doenças bucais nos pets. Confira a seguir!

  • Nunca ter feito uma avaliação da saúde bucal;
  • Não receber cuidados básicos com a saúde dos dentes em casa, como a escovação;
  • Apresentar cálculo dental (tártaro);
  • Dentes mal posicionados;
  • Demonstrar salivação excessiva;
  • Dificuldade em mastigar os alimentos.

Caso o seu cão apresente esses sinais ou se enquadre no perfil, não deixe de procurar um veterinário especialista!

 

Por que os cães pequenos estão mais propensos às doenças periodontais?

Os cães de pequeno porte e idosos têm mais chance de desenvolver a doença, de acordo com um estudo conduzido pelo Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal WALTHAM. Uma pesquisa analisou a progressão da doença periodontal em cães da raça Schnauzer miniatura e constatou que sem higiene oral adequada e frequente, a periodontite se desenvolveu rapidamente e avançou ainda mais rápido com a idade.

Os cães pequenos, por possuírem pouco espaço entre os dentes, têm predisposição ao acúmulo da placa bacteriana, o que favorece a formação de tártaro e, consequentemente, o mau hálito e os riscos do desenvolvimento da doença.

Caso haja entrada de bactérias para a corrente sanguínea, a contaminação pode afetar órgão vitais. E em alguns casos até as articulações do cão.

 

Como prevenir o problema?

A higienização dos dentes é fundamental para a prevenção. A escovação diária deve acontecer a partir dos seis meses de idade, mas, para estimular o cão a aceitar este cuidado, é recomendado que ele tenha contato com a escovação ainda nos primeiros meses de vida. Uma boa estratégia é associar a escovação a um estímulo positivo como uma brincadeira, um passeio ou um carinho.

O médico veterinário tem papel fundamental na orientação de realização do procedimento e também sobre as formas de estimular o cão a aceitar a escovação. Com a orientação do profissional também é possível inserir na rotina produtos mastigáveis específicos para auxiliar na manutenção da higiene oral.

Quer conhecer outros cuidados importantes para a saúde do seu pet? Então não deixe de conferir nosso blog. Leia sobre:

Como manter as pulgas longe dos pets?

5 superalimentos para o seu cão ou gato

Como cuidar do cão atleta?

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário