Pesquisar no Blog
Alimentação Clientes Cuidados Dicas Para Tutores

PERIGO: Conheça os 10 alimentos que fazem mal para o gato e mantenha seu bichano longe deles

A alimentação equilibrada é essencial para manter a saúde do pet, assim como a saúde humana. Entretanto, existem alimentos que podem causar um grande risco à vida do seu gato.

Por isso, é importante conhecer estes alimentos pois eles são comuns na nossa rotina – até por serem saudáveis para os tutores – e sabendo disso você vai conseguir resistir àquela carinha de “eu quero provar” e, assim, evitar grandes problemas à saúde do pet.

 

1- Limão

Gatos podem comer frutas, mas, diga não às frutas cítricas como limão, pois o ácido cítrico pode ocasionar desconforto estomacal e, em alguns casos, intoxicação, levando o pet a convulsões, aumento de frequência cardíaca e respiratória.

As frutas recomendadas para os felinos são as com grande quantidade de água como melão e melancia e que devem ser oferecidas em pequenas porções e sem sementes.

 

2 – Uva e uva-passa

A uva e a uva-passa apresentam um composto ainda não identificado que leva os gatos à insuficiência renal aguda.

O grau de intoxicação varia de gato para gato, mas, como um quadro de insuficiência renal pode levar a morte, a melhor opção é deixar o bichano longe das uvas.

 

3- Tomate

A tomatina que é encontrada em maior quantidade nos tomates verdes é tóxica para os felinos, por conter uma substância chamada solanina que pode causar distúrbios gastrointestinais, cardíacos, fraqueza muscular, tremores e alterações no sistema nervoso central.

Alguns bigodudos também apresentam alergias que se manifestam na pele, ocasionando coceiras e feridas.

 

4- Cebola e cebolinha

A cebola pode ser mortal para o gato já que ela contém um produto chamado tiossulfato que nos pets pode provocar anemia porque causa a “destruição” dos glóbulos vermelhos do sangue do animal, causando dificuldade respiratória, apatia, mucosas azuladas, dificuldade para respirar e até morte.

 

5- Leite e derivados

É cultural oferecer leite ao gato, mas, assim que eles são desmamados, os gatos “perdem” a enzima lactase que ajuda na digestão do leite, o que os torna intolerantes à lactose.

O leite só é recomendado em caso de deficiência na amamentação, com fórmulas específicas para a espécie. Embora alguns gatos possam tolerar pequenas porções de leite, é recomendado evitar.

 

6- Café e chocolate

A teobromina e a cafeína são substâncias que devem ser mantidas bem longe dos gatos, afinal, eles podem ter reações graves, mesmo com a ingestão de pequenas quantidades. Os sintomas incluem: falta de ar, agitação, incontinência urinária, tremores musculares. Os problemas causados pelo café e chocolate podem causar alterações neurológicas graves e até morte.

 

7 – Sal de cozinha

Apenas uma colher de sal pode ser muito perigosa para os gatos. Isso porque existe a possibilidade de causar um desiquilíbrio eletrolítico (como uma desidratação do corpo devido à perda de grandes quantidades de líquidos) o que pode acontecer por diversas causas, como: diarreia, suor excessivo, vômitos, e urina em excesso). Em caso de acidente, é necessário oferecer água ao bichano para que o organismo se equilibre.

 

8- Bebidas alcoólicas

Todos os tipos de bebidas alcoólicas são tóxicas para os pets, afinal, a absorção do álcool é mais rápida e elevada nos animais. Assim, a ingestão de bebidas alcoólicas pode ocasionar alterações no fígado, pâncreas e rins.

 

9 – Doces e balas

O xilitol, presente nos doces, pode promover aumento das taxas de insulina, o que reduz as taxas de açúcar no sangue do bichano. Isso pode levá-lo a um quadro de alterações hepáticas.

Até mesmo uma pequena balinha é capaz de causar vômito, diarreia, prostração e convulsões. Além dos riscos, os doces e balas podem comprometer a saúde dos dentes do gato, além de causar obesidade.

 

10 – Pães

O metabolismo dos gatos não precisa de carboidratos para gerar energia, assim oferecer pão ao gato pode levá-lo a obesidade. Por isso, estar atento aos riscos dos alimentos que estão sempre à disposição em casa é essencial para não colocar o pet em risco. Também é importante orientar a toda a família e também as visitas, que podem querer atrair o gato com algum alimento que ofereça riscos.

 

Dica extra! A ração do cão não é para o gato

Caso você também tenha um cãozinho, é importante estar de olho no gato para ele não comer a ração do cachorro. Isso é um pouco mais difícil de acontecer, pois os gatos são naturalmente mais seletivos. Entretanto, em alguma situações pode acontecer.

É importante evitar a troca de alimentos entre eles, pois cães e gatos têm necessidades nutricionais diferentes. A ração para cães pode prejudicar a saúde do gato que depende de uma dieta proteica.

Gostou das nossas dicas sobre alimentos que fazem mal aos gatos? Então, não deixe de conferir como cuidar melhor da saúde do seu gato com as dicas do nosso blog!

 

Nenhum comentário encontrado.

Deixe Seu Comentário